top of page
workaholic-hand-typing-keyboard-dark-late-night-with-computer (1).jpg

Blog

Fique por dentro das notícias

Ultrassom transvaginal: o que é, para que serve e preparo



O ultrassom transvaginal, também conhecido como ultrassonografia transvaginal, ou apenas transvaginal, é um exame de diagnóstico que utiliza um pequeno aparelho, que é introduzido na vagina, e que produz ondas de som que depois são transformadas pelo computador em imagens dos órgãos internos, como útero, trompas de Falópio, ovários, colo do útero e vagina.


Através das imagens produzidas por este exame, é possível diagnosticar diferentes problemas da região pélvica, como cistos, infecções, gravidez ectópica, câncer, ou até confirmar uma possível gravidez.


Uma vez que o exame de ultrassom tem várias vantagens, pois não é doloroso, não emite radiação e produz imagens nítidas e detalhadas, é quase sempre um dos primeiros exames recomendados pelo ginecologista quando é necessário avaliar a causa de alguma alteração no sistema reprodutor da mulher ou simplesmente para fazer exames de rotina.


Para que serve o exame


Na maior parte dos casos, o ultrassom transvaginal é utilizado como um exame de rotina com o objetivo de avaliar a parede uterina, endométrio, ovários, vagina, bexiga e alças intestinais, no entanto, pode ser também indicado para investigar a possível causa de sintomas que a mulher possa estar apresentando, como dor pélvica, infertilidade ou sangramento anormal, sem causa aparente.


Além disso, também pode ser aconselhada quando existe suspeita de presença de cistos ou gravidez ectópica, assim como para colocar o DIU.


Durante a gravidez, o ultrassom transvaginal pode ser indicado para:


  • Identificar primeiros sinais de possível aborto;

  • Monitorar o batimento cardíaco do bebê;

  • Examinar a placenta;

  • Identificar causas de sangramento vaginal


Em algumas mulheres, o ultrassom transvaginal também pode ser usado como uma forma de confirmar e determinar o tempo da gestação, especialmente nos casos de gravidez precoce, por exemplo. Saiba para que serve o ultrassom nos diferentes trimestres da gravidez.


Como deve ser o preparo


Geralmente, não é necessário qualquer tipo de preparo específico, sendo apenas recomendado que a mulher vista roupas confortáveis. No caso de a mulher estar menstruada ou ter sangramentos fora do período menstrual, e caso o médico tenha indicada a realização do exame durante esse período, é apenas recomendado remover o absorvente interno, caso esteja utilizando.


Como é feito o exame


O ultrassom transvaginal é feito com a mulher em posição ginecológica e não necessita de qualquer anestesia. Durante o exame, o médico insere o aparelho de ultrassom, que está protegido com uma camisinha e com um lubrificante, no canal vaginal e deixa-o ficar por 10 a 15 minutos, podendo movê-lo algumas vezes para obter melhores imagens.

Após o exame, é apenas indicado que a mulher realize a higiene íntima, podendo voltar normalmente às atividades do dia a dia.


Dúvidas comuns sobre o ultrassom transvaginal


A seguir esclarecemos as principais dúvidas relacionadas com a realização do exame de ultrassom transvaginal:


1. O ultrassom transvaginal dói?

Apesar de ser um exame invasivo, esse exame não dói, no entanto algumas mulheres podem sentir desconforto e/ ou uma ligeira pressão na barriga ou no interior da vagina, mas não se deverá sentir dor. Caso isso aconteça, é importante informar ao ginecologista, para que interrompa o exame ou adeque a técnica utilizada.


2. É preciso fazer depilação antes do exame?

Não é necessário realizar depilação íntima antes do ultrassom transvaginal, uma vez que a presença de pelos não interfere na realização do exame.


3. Todas as mulheres podem realizar o exame?

O ultrassom transvaginal é apenas indicado para mulheres que já tiveram relações sexuais.


4. Pode ter relações sexuais antes de realizar o ultrassom transvaginal?

Não existe consenso sobre ter relações sexuais antes do ultrassom transvaginal e, por isso, é importante seguir as orientações do médico.


5. É preciso estar com a bexiga cheia?

Depende do objetivo do exame. Em alguns casos, para visualizar melhor os órgãos pélvicos, o médico pode solicitar que a bexiga esteja cheia e, por isso, pode pedir que a mulher tome cerca de 3 copos de água antes do exame.


Fonte: Tua Saúde


Priorize a sua saúde e invista no seu bem-estar. Continue acompanhado nosso blog ou entre em contato para mais informações.


Kommentare


bottom of page